domingo, 15 de fevereiro de 2009

Rosa viçosa

Rosa viçosa
Vaidosa…
Altiva naquele jardim
Olhava as outras de lado
E nem ligava ao jasmim.
Que branquinho suspirava
Pelo amor daquela rosa
Chegava-lhe o seu perfume
E ela sempre vaidosa.
Mesmo com altivez!
Não ligava ao companheiro
Que bem pertinho dela
Suspirava o dia inteiro.
Com a chuva da manhã
Mais bela ainda ficou
Mas o sol aqueceu
E a rosa desfolhou
.Ficou, então o jasmim
Ainda na sua alvura...
Com saudades daquela flor
Que nem lhe dera ternura!
**************
M. Teresa (Doce Quimera),
In Cardos e Quimeras, Ed.100

Sem comentários: