sábado, 7 de fevereiro de 2009

Cesto em cerâmica

Roubei o cesto, discretamente.
Não digam a ninguém
Pois alguém fez com muita arte
Deve ter sido complicado...
Demorado!

Mas é lindo para encher de fantasia
Já que de inspiração anda a cabeça vazia
Precisa mais emoção para a magia voltar
E com doce sorriso
A cesta encher de morangos, uvas, figos
ou o que o artista preferir,
E o o cesto devolver
Num qualquer anoitecer
Em qualquer parte do mundo
Sem antes se aperceber.
A interpol...
******

2 comentários:

voandoporai disse...

hum... amei muito o blog viu?

ta de parabéns!

DOCETERE disse...

Obrigada voandoporai...que venha de novo aqui.Abraço.