sábado, 21 de fevereiro de 2009

Uma poesia de Carnaval...

Ritmos soltos tudo é festa
povo dissoluto na rua grato
tempo de desfrutes e exageros
de vidas emprestadas através
celebração infinita dos corpos
suados das mascaras usadas
disfarçando a verdadeira identidade
fortalecida na felicidade do folião
solitário saudando a passagem
de mais um bloco imaginário
na avenida do amor...

Miguel A M Côrrea

1 comentário:

DOCETERE disse...

Zira chegou cedo com espiríto de Carnaval...ou serei eu que nou tinha lembrado que já é sábado anterior?...com festa já em alguns sítios...sou pouco foliona mas este ano é que acho que nem para ver...salvo se forem os ferramechos lá por Babe...Votos de boa diversão para quem estiver na onda...Abraço, Zira e votos de bom fim de semana e Carnaval.