sábado, 7 de março de 2009

Com direitos a amores perfeitos

*************+
Neste momento contei
Amigos que considero
Entre eles encontrei
um nome "predominante":
JOSÉ..
também era um dos avôs;
o materno...
....para ele que não conheci
e para os que na vida estimo
deixo os amores perfeitos
como o meu doce mimo...
as melhoras
para o Zé
(meu primo,)
bom trabalho para o Zé Maria
que me prometeu um "sete colinas,"
para Zé Alberto que envia rosas lindas
distante como os demais
somente nos quilómetros
mas não na cumplicidade.
Sem esquecer o José Santiago
que no virtual flores lindas enviou
as mais suigeneris partilhou.
E para José Graça que ombro amigo é
quando a maré piora
um ternurento abraço,
com aromas campestres
neste sábado de março.
( Com pena de não saber notícias do José (Joe))
que somente na escrita
para mim se mostrou!!!
e depois diz que hibernou...
.
TERE

3 comentários:

Tentilhão disse...

Desde a minha infância que estou descontente com meu nome. Depois de ler este poema ainda mais.

Ao menos meu pai chamava-se José.

ecos de palavras disse...

Que lindo jardim de amores-perfeitos... e todos eles.. Josés!

Que felizarda minha querida...

Adorei, a sua criatividade.

Resto de bom fim de semana.

Beijos.

Zira disse...

tanto Zè



beijokas