sábado, 6 de novembro de 2010

Diante deste Universo

Sabendo que pouco sei
Já que tanta coisa ignoro
Continuo a investir...
Calcorrear cada restolho
Para um pouco mais saber
De tudo para que olho.
Apercebendo-me, porém
Que é deveras complexo
Deixar de ser ignorante
Diante deste Universo!


In: Cardos e Quimeras; MARIA TERESA, Ed.100, V. N. Gaia, 2007, pag.14

3 comentários:

Mai disse...

Gosto demais do que há neste livro.

beijos, Mité, bom final de semana!

TERE disse...

Livro quão simples como que ousou deixar estes rabiscos editar!!!

Obrigada cara,Mai...ABRAÇO fraterno

TERE disse...

Mai, cheguei a mandar o livrinho?