quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Do "Inspirar Poesia"

"No vão das horas os dias me escapam, mas sigo. Tendões e fibras e pele seguirão comigo, porque eu sempre teimo em seguir. E seguirei; como seguem todas as coisas que ocupam o lugar de outras coisas as quais se perde por aí. Eu sempre perco. [E engulo o choro ao perder]. E mesmo se jaz viver em vão, não me exaspero em saber, eu bebo um blues. Porque a hora não chega antes do minuto derradeiro. E afinal tatuarei mais uma palavra sob meu vestido e em largos goles de azul levarei comigo as linhas desse meu silêncio."


.

4 comentários:

Mai disse...

Ah! querida, obrigada, obrigada mil vezes.

grande abrao e desejo de que por aí o outonoinvernal esteja mais quente.

abraços, fica bem.

TERE disse...

Aqui está cada vez mais friooooooooooooooo.

Mai disse...

Ouvi dizer que mais frio que no inverno.

beijos

TERE disse...

Mas não tanto como no meu estar...mas isto vai melhorar!