sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

Poema "Cansado de Certos Momentos" (extracto)

"...Mãe!
Aqui me tens, restos de mim.
Guarda-me contigo agora,
que és tu a minha justiça
e o exílio do perdido e do achado.

Guarda-me contigo agora
e adormece-me as feridas
com as guitarras do fado.
Mas caberá no teu regaço
o fantasma do perdido? "
.
Fernando Namora, in "Mar de Sargaços"

2 comentários:

Zira disse...

A minha eterna saudade à Tia Ema!
A ti amiga um xi coração mais apertado
Zira

DOCETERE disse...

Obrigada minha amiga!