quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Gatito assustado

Que abandonado ou fugido
viajou em motor de automóvel a partir da Póvoa, segundo contaram.
Um dos meus filhos não o deixou mais desprotegido e a casa veio parar.
Não posso mesmo...com ele aqui ficar
mas abandonado também não será, de modo algum.

3 comentários:

Valentim Coelho disse...

e surgiu a oportunidade de dedicar um poema a pobre criatura.
Cumprimentos
Até é bonitinho o gatinho.

Lu disse...

Que lindo gatinho* concerteza abandonado não pode ficar, há sempre um anjo querendo compartilhar seu carinho com um gatinho

TERE disse...

O gatinho já está bem entregue, senão aqui teria de ficar, como já outros estiveram, embora actualmente fosse mais complicado.


Obrigada pelas vossas visitas.

Bjs