quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Lago

"O manso lago da vida um dia treme e se agita quando mais estamos desprevenidos!"

3 comentários:

JOE ANT disse...

Contemplo o lago mudo
que a brisa estremece
Não sei se penso em tudo
ou se o tudo me esquece

O lago nada me diz,
não sinto a brisa mexe-lo
Não sei se sou feliz
nem se desejo se-lo

Tremulos rincos risonhos
na agua adormecida
porque fiz eu dos sonhos
a minha única vida?

(Fernando Pessoa)

TERE disse...

Obrigada.
Bjs

Gracilene Pinto disse...

Lagos mansos sempre me levam a meditação. Sempre me fazem pensar numa cabana a beira do lago, lenha na lareira a arder, e um amor a arder mais ainda de paixão.
rsrs