segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

Ne me quitte pas

1 comentário:

Fê Blue Bird disse...

Que saudades...Jacques Brell,a minha juventude (onde o Françês se impunha como língua primeira), uma nostalgia tão grande invadiu-me...estou comovida.
Beijos e Obrigada!