quarta-feira, 1 de junho de 2011

Poema de Fernando Pessoa

Quando as crianças brincam
E eu as ouço brincar,
Qualquer coisa em minha alma
Começa a se alegrar.

E toda aquela infância
Que não tive me vem,
Numa onda de alegria
Que não foi de ninguém.

Se quem fui é enigma,
E quem serei visão,
Quem sou ao menos sinta
Isto no coração.

Fernando Pessoa(1933)

2 comentários:

Andradarte disse...

Bela homenagem...ao dia da criança...

Beijo

HB disse...

Já lá estive e atirei a moeda .Gostei